quarta-feira, 13 de junho de 2012

Tau Tourinho, de SAJ, na XI Bienal do Recôncavo 2012

O artista visual da cidade de Santo Antônio de Jesus, Tau Tourinho, foi um dos selecionados para participar de uma das mais importantes exposições de arte contemporânea do país, a XI Bienal do Recôncavo, que acontecerá entre os meses de novembro de 2012 e março de 2013, promovida pelo Centro Cultural Dannemann, da cidade baiana de São Félix. A bienal atribui um “Grande Prêmio” e um curso na Europa para o trabalho considerado mais significativo, além disso, oferece outras premiações. Tau inscreveu dez trabalhos e foi um dos poucos artistas dos quais o júri escolheu dois trabalhos, sendo um na categoria VÍDEOARTE, intitulada “Temporais”, uma poesia visual que aborda a questão do tempo nas cidades de Cachoeira e de São Félix. O outro trabalho instigante que concorre é a INSTALAÇÃO denominada “Brincadeira”, feita a partir de material descartado e que provoca inúmeros questionamentos.
Tau Tourinho é artista plástico, graduando do Curso de Cinema e Audiovisual da UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e atua no audiovisual há 15 anos. Seu curta “Má Vida” deu origem ao Movimento NOVOCINEMANOVO. Foi um dos fundadores do Cineclube PAPA-JACA e da CARAVANA RECONVEXO. Tau já participou de várias exposições, mostras de arte e produziu os filmes: Má Vida; Reconvexo; Incarcânu A Tirotina; Os Zumbis de Maria Mandú; 11 Diferente 28-07-1938; Caravana Reconvexo; Sinfonia da Serra da Jibóia; Jô - Cabelo, barba e bigode; Mina do Sapé; Diamante Devaneio ao Éter; Ginga Digital; O Toque de Angelina; Temporais; De Mão em Mão e, o mais recente, A Jega Recebedeira. O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro; o II Festival de Filmes Independentes Câmera Mundo, na Holanda; a 36ª e 37ª Jornada Internacional de Cinema da Bahia; o III BAFF – Bahia Afro Film Festival; o Arraial CineFest 2010 e 2012, e a Oficina de Direção Cinematográfica do 42º Festival de Inverno da Universidade Federal de Minas Gerais, foram importantes eventos que Tau Tourinho participou.
E como se não bastasse, o inquieto, perseverante e criativo Tau Tourinho está se preparando para atuar, interpretando um cigano descendente de franceses que acaba morrendo com uma martelada na cabeça, no filme “Noite de Baile”, dirigido pelo carioca Artur Dias, que será rodado na segunda quinzena de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário