segunda-feira, 25 de junho de 2012

Homenagem a Gonzagão das Operárias da Arte em Cruz das Almas!

O sol ainda brilhava, apesar de ser junho, quando uma banda começa a passar o som. Músicos de primeira qualidade! E é anunciado o show: chega ao palco Cássia Maria, que com uma canção lenta e emocionante mostra o que está por vir. Logo em seguida Alana Sena entra ‘em cena’ e convida as outras “Operárias” a trabalharem... à Cássia e Alana juntam-se Ura, Meyre Kal, Sandra Senna e Kareen Couto.

Todas lindas! De saia de chita e flor no cabelo... A impressão que deu foi que junto com elas o Rei do Baião - Luiz Gonzaga sentou-se ao lado do palco para assistir a apresentação. Pela primeira vez as ‘Operárias da Arte’ trabalham juntas durante todas as canções. Enquanto uma exerce a sua profissão como cantora, as outras são as operárias do canto, do coro, da segunda voz, do backin vocal... Harmonia no canto, harmonia no visual. Um colorido inigualável.

O público, crianças, idosos, famílias e familiares delas, além disso, alguns amigos. Mas acima de tudo muitos, muitos turistas. A Praça Multiuso cheia de turistas. Junto com o balé das saias de chita, as trabalhadoras da hora e da arte revezavam-se. O repertório: só o de Seu Lula, e seria preciso mais alguma coisa? As poesias de Gonzagão eram revividas palas lindas divas da tarde... Os acordes do sanfoneiro eram como bálsamo para os ouvidos presentes. O zabumbeiro e o triangueiro tinham uma sintonia única com o baterista, o guitarrista e o baixista.

E o Sol começava a se por, para abrilhantar ainda mais o cenário. A Multiuso agora estava intransitável, lotada! As almas de Cruz, e de todos os visitantes com os corações preenchidos e saudosos sentiam que Luiz Gonzaga nesse instante sorria! Naquele momento todo mundo era de Cruz das Almas. Mas vinha com isso um aperto no coração, pois o show ia acabar. Elas, as “Operárias”, estavam dando sinal que a missão, o trabalho estava sendo concluído.

E chegou ao fim. Mas ficou registrado nas câmeras, nas memórias, nos sorrisos, nos aplausos e nas alegrias...

Parabéns para todos que trabalharam para promover este lindo momento das artistas que operaram com maestria e beleza para saudar o nosso Mestre Gonzagão!

Fotos: Wagner Gomes e Raissa Silveira 


 Operárias da Arte em homenagem a Luiz Gonzaga

Cássia Maria

Alana Sena
 Praça Multiuso

Karren Couto 
Meyre Kal 
São João de Cruz das Almas 2012
Ura (Uélita)


 O projeto da Fundação Galeno d'Avelírio ganha asas, como a Asa Branca!
 Sandra Senna

A Casa da Cultura de Cruz das Almas (Ba) promove a arte fora da casa!

domingo, 24 de junho de 2012

Imagens de Meyre Kal e da Levada da Zabumba no São João 2012

Meyre Kal, com a programação cheia no São João, divide-se em várias atividades. Marcou presença nos camarins do Arraiá do Laranjá, e visitou a galera da Rasga Tanga. Pousou para fotos com Silvio Caldas, Buneco doido e uma turma bem forrozeira, arrastada pelo som da zabumba, triângulo e sanfona.
Junto com a Levada da Zabumba esteve nas ruas de Cruz das Almas e no Bosque Itinerante junto com a Banda Jammil e fez a galera dançar forró pra valer!
O projeto idealizado por Jota Silveira, tendo como produtores, além do próprio Jota,  Júnior Pituba, Bimba Produções e Meyre Kal, recebeu o Secretário de Planejamento do Estado da Bahia, José Sérgio Gabriielli, Orlandinho e Valtério Cerqueira (prefeito e vice de Cruz das Almas), Mário de Jornal e outras autoridades na Pça Senador Themístocles.
Fotos: Wagner Gomes

 




























terça-feira, 19 de junho de 2012

Agenda de Meyre Kal no São João 2012!


A Levada da Zabumba estará nas ruas de Cruz, no Bosque Itinerante junto com Jammil no dia 22/06!


22/06 (sexta) - Levada da Zabumba – Cruz das Almas
10h, Pça Senador Temístocles
17h, Bosque Itinerante, ruas da cidade

23/06 (sábado) - Levada da Zabumba – Cruz das Almas
10h, Pça Senador Temístocles
14h, Forró do Bosque Bosque (Cabana do Bosque)

24/06 (domingo) Levada da Zabumba – Maragojipe
Hora: a definir

24/06 (domingo) Show Operárias da Arte (Forró) – Cruz das Almas
15h, Praça Multiuso

Sarapatel Com Pimenta é destaque no Bahia Meio Dia


A Banda de forró Sarapatel Com Pimenta, liderada pelo cantor e compositor Bruno Silva, da cidade de Cruz das Almas, participou nesta segunda, 18, do Programa Bahia Meio Dia, da TV Bahia. Segundo Bruno, o nome inusitado que deu origem ao grupo que surgiu na década de 90, veio durante uma degustação de um sarapatel apimentado que os componentes da banda daquela época comeram durante as visitas de casa em casa e de porta em porta, no tradicional São João da cidade. Questionado sobre a proibição das espadas, o líder do Sarapatel revelou que a nação “espadeira” está triste com a proibição, mas acredita que um local específico para queima do artefato seja o caminho correto a ser seguido pelos espadeiros. “As espadas fazem parte da nossa cultura e do nosso São João”. O grupo apresentou uma trilha sonora do novo CD (Vento Solidão) e aproveitou para relembrar antigas canções de forró.

http://www.fortenanoticia.com.br/




Zé de Rocha na RV Cultura e Arte e as espadas de Cruz das Almas




O artista visual Zé de Rocha se prepara para mais uma exposição individual, em meio a um embrolho cultural. Entre os dias 19 de junho e 28 de julho, os primeiros resultados da série sangue-ígneo, produzidos com as "espadas de fogo" de Cruz das Almas chegam as paredes da galeria RV Cultura e Arte, ao mesmo tempo em que o Ministério Público fecha ainda mais o cerco em torno da "Guerra de espadas" da região.


Proibida desde 2011 na cidade, a fabricação ou queima da espada coloca o artista em um intenso fogo cruzado. Se por um lado o Ministério Público não abre mão da proibição, sustentando que a medida visa diminuir a quantidade de vítimas de queimaduras durante o São João, por outro, boa parte da população defende a continuidade da tradição popular, propondo que se estabeleçam regras para o fabrico e a queima do artefato, e pedindo registro da festa como Patrimônio Cultural.

Nascido e criado em Cruz das Almas, Zé de Rocha parece construir em suas obras um relato rico da questão. Sua iconografia revela a violência das espadas, através das marcações feitas em tela, e o risco de utilizar o próprio artefato - quando se auto-retrata como espadeiro, o artista reproduz a paramentação de quem se arrisca na brincadeira. Mas ao mesmo tempo está também ali estampado o caráter performático e lúdico do "tocar espadas", sugeridos pelo movimento contínuo das linhas e a composição ampliada das imagens.

Para além das questões estéticas, no entanto, a série sangue-igneo reúne ainda impressões sobre a tradição e a importância cultural das festas juninas. Se a fabricação artesanal das espadas de Cruz das Almas é uma arte que atravessa gerações, conhecimento passado de pai para filho, a origem do festejo para São João com fogos de artifício, popular e pagão, remonta a costumes comuns também na Espanha e em Portugal, ou seja, fazem parte das muitas matrizes culturais brasileiras.

Artista fora-da-lei, o que Zé de Rocha propõe ao espectador é um deslocamento. Quem observa a obra é convidado a perceber a intensidade plástica de cada trabalho, alheio a imposições jurídicas e desprendido da referência popular. Se o Ministério Público irá voltar atrás e liberar a tradição das espadas não há como afirmar, mas certamente Zé de Rocha inicia uma nova batalha no cenário da "Guerra de espadas".

RV - Cultura e Arte

http://rvculturaearte.com/

http://www.zederocha.blogspot.com.br/




sexta-feira, 15 de junho de 2012

Designer Marcelo Rosenbaum elogia artesanato baiano de Maragogipe


As panelas de cerâmica produzidas pelos artesãos de Coqueiros, distrito de Maragogipe, a 130 km de Salvador, chamou a atenção do designer Marcelo Rosenbaum. Ele realizou uma palestra na noite desta quinta-feira, 14, no mezanino do Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, em Salvador, durante a V Rodada de Negócios de Artesanato da Bahia, que prossegue até esta sexta-feira, 15. Rosenbaum é o arquiteto que trabalha com o apresentador Luciano Huck, no Caldeirão do Huck da Rede Globo, no quadro “Lar Doce Lar”.


Marcelo visitou o espaço da rodada e elogiou o trabalho dos artesãos baianos. Um dos produtos que ele comprou foi a panela de cerâmica de Coqueiros. O designer destacou que a Bahia tem uma tradição cultural e criativa que é conhecida em todo o Brasil. No entanto, para Marcelo, é necessário que o País valorize mais o trabalho artesanal. “Em outros países, o que é feito a mão é mais caro. No Brasil, é necessário que esse trabalho seja mais valorizado e um caminho para isso é a educação”, afirmou.

O designer também aprovou a metodologia da Rodada de Negócios. “É fundamental você ajudar que esses profissionais agreguem valor aos seus produtos. Mas não adianta fazer isso, se os artesãos não tiverem o acesso a mercado. Por isso, a iniciativa da rodada é excelente para suprir essa necessidade”, completou.

Na palestra, Marcelo Rosenbaum apresentou o seu projeto “A Gente Trabalha”, que utiliza o design e o conceito de valorização do artesanato para mudar a vida de pessoas de comunidades pobres. O superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passos, reforçou o papel da instituição em apoiar iniciativas como essa, que busquem a valorização da identidade cultural dos povos. “Vamos continuar fomentando o empreendedorismo e apoiando os artesãos baianos. É preciso inovar, introduzir novas tecnologias para otimizar a produção, mas sempre mantendo a identidade cultural”, destacou.

Para o presidente da Associação Cerâmica de Coqueiros, Ademir Santos, o reconhecimento por parte de Marcelo Rosenbaum é um grande estímulo para os artesãos. “É sempre bom quando alguém que tem uma visão mais apurada, como Marcelo Rosenbaum, nos dá esse retorno. É o reconhecimento, também, da nossa identidade e das nossas tradições”, disse Ademir. É a primeira vez que a Associação participa de uma Rodada de Negócios. “A principal vantagem é podermos divulgar os nossos produtos e fazer contatos com grandes compradores”, exaltou.

O evento é realizado pelo Sebrae e Instituto de Artesanato Visconde de Mauá, em parceria com a Secretaria Estadual do Turismo (Setur), Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) e Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM). Conta ainda com o apoio dos Correios e da empresa Xarmonix.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia

FUNCEB ITINERANTE circula pelos macroterritórios da Bahia em junho

Pelo segundo ano, comitiva formada pelos dirigentes da Fundação Cultural do Estado da Bahia visita cidades do interior baiano para discutir políticas públicas para as Artes


Dando continuidade aos processos de diálogo com a sociedade e de construção dos Colegiados Setoriais das Artes na Bahia, a Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), realiza a 2ª edição do FUNCEB ITINERANTE. O projeto reúne os dirigentes da FUNCEB para visitar os seis macroterritórios de identidade baianos, promovendo encontros com o objetivo de estabelecer contato com realidades distintas do estado para a concepção das políticas públicas para as Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro, além de Cultura Digital. A viagem, que dura 12 dias em sequência, vai passar por Teixeira de Freitas (7/6), Jequié (9/6), Santa Maria da Vitória (11/6), Seabra (13/6), Euclides da Cunha (15/6) e Cruz das Almas (17/6), que representarão os macroterritórios a que pertencem.

A equipe que integra o FUNCEB ITINERANTE é formada pela diretora geral da FUNCEB, Nehle Franke; o diretor de Artes, Alexandre Molina; a diretora de Audiovisual, Sofia Federico; a diretora Administrativo-Financeira, Lia Silveira; os coordenadores de linguagens artísticas: Luciana Vasconcelos, de Artes Visuais; Alda Souza, de Circo; Matias Santiago, de Dança; Milena Britto, de Literatura; Cássio Nobre, de Música; e Maria Marighella, de Teatro; o assessor de Relações Institucionais, Kuka Matos; o coordenador Marcelo Moacyr, representando o Centro de Formação em Artes; além de assessores técnicos e do responsável pela Assessoria Especial para Juventude e Cultura Digital da SecultBA, Diogo Carvalho.

Todos eles se farão presentes nos encontros em cada município, que são abertos ao público, e acontecem das 9 às 18 horas, com credenciamento das 8h30 às 9 horas e intervalo de almoço entre meio-dia e 14 horas. Em articulação com representantes territoriais da SecultBA presentes em todo o estado e dirigentes locais, a atividade intenciona atrair às cidades visitadas cidadãos de todo seu entorno: artistas, produtores, gestores, professores, pesquisadores, multiplicadores, estudantes e demais profissionais e pessoas interessadas nas Artes. A realização do projeto conta ainda com apoio das prefeituras municipais das cidades envolvidas e da Diretoria de Espaços Culturais (Sudecult/ SecultBA).

FUNCEB ITINERANTE 2012
Cruz das Almas: 17/6 (domingo)
Horário: das 8:30 às 12 horas e das 14 às 18 horas
Local: CEC - Centro Educacional Cruzalmense (vizinho ao Colégio Virgildásio Sena)
Aberto ao público
www.fundacaocultural.ba.gov.br/funcebitinerante
Realização: FUNCEB/ SecultBA
Apoio: Prefeituras de Teixeira de Freitas, Jequié, Santa Maria da Vitória, Seabra, Euclides da Cunha e Cruz das Almas/ Diretoria de Espaços Culturais/ SUDECULT

Trezena de Sto Antº , dia dos namorados e Levada da Zabumba em Maragogipe!

Aconteceu no dia 12, a penúltima trezena em louvor ao Glorioso Santo Antônio. A noite foi dedicada ao Poder Executivo Municipal, Banco do Brasil, Câmara de Vereadores, dentre outros patrocinadores. A Capela, como sempre, estava tomada pelos devotos do Santo, desde as primeiras horas da noite. Todos os lugares preenchidos, além do entorno da Capela que abriga muita gente pra rezar e render graças à Santo Antônio. Estiveram presentes na trezena o Prefeito Municipal, Silvio Ataliba, o companheiro Digal, a Patronesse da festa, Vereadora Sandra além de outros vereadores e patrocinadores da noite. Após o término da trezena, os devotos foram surpreendidos na saída da Capela, com uma belíssima apresentação autêntica do nosso forró nordestino. Ao som do triângulo e da zabumba, o Grupo “Levada da Zabumba” da cidade de Cruz das Almas, tendo como vocalistas Meyre Kal e Orlandão. O grupo prestou uma homenagem aos casais pela passagem do Dia dos Namorados. Muita gente acompanhou a Levada da Zabumba, que seguiu em direção às Praças Conselheiro Antônio Rebouças e da Matriz. O forró de raiz contagiou e fez a alegria de crianças, jovens, adultos e idosos. Uma iniciativa acertada da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, dando mais ênfase à festa do Glorioso Santo Antônio e mantendo viva a tradição do povo maragojipano.




Fonte: http://maragojipe24h.blogspot.com.br/2012/06/trezena-de-santo-antonio-com-gostinho.html